GUIAS DE CONTEÚDO PRINCIPAL

Guia de sensibilidade dentária

A sensibilidade dentária é um problema de saúde bucal que afeta grande parte da população. Muitos pacientes que sofrem com ela sofrem em silêncio, principalmente porque não sabem da existência de tratamentos eficazes para eliminar ou melhorar os sintomas associados. Descubra como combater a hipersensibilidade dentária em sua raiz.

SENSIBILIDADE

1. O que é sensibilidade dentária?

A sensibilidade dentária é a dor ou o desconforto percebido no dente após a exposição a um estímulo externo. É uma patologia bastante comum em adultos a partir dos 25 anos de idade, embora possa ocorrer em qualquer idade, dependendo das causas associadas.

A dor percebida pela pessoa que sofre de hipersensibilidade dentária é de curta duração, mas muito intensa. Ela aparece em resposta a diferentes estímulos térmicos, como frio ou calor, estímulos químicos, como acidez, ou estímulos táteis, como um simples toque no dente afetado, nos casos mais extremos.

Leia mais
Você quer fazer parte da família KIN?
Junte-se a uma comunidade dedicada a melhorar seu bem-estar bucal. Porque uma boca saudável é o começo de um corpo saudável. Acesse dicas exclusivas, informações de interesse, além de promoções especiais e sorteios.
Faça parte da família KIN!

2. Origem da sensibilidade dentária

A principal função do esmalte dentário é proteger a integridade do dente. Logo abaixo da camada de esmalte está a dentina, um tecido que contém um grande número de conexões nervosas e é menos resistente à ação das bactérias orais.

Quando a dentina é exposta, seja pela retração da gengiva que a protege na base do dente ou pela perda da espessura do esmalte, os estímulos externos podem atingir as terminações nervosas por meio de pequenos túbulos que conectam a parte externa do dente com a parte interna. Essa sensação de hipersensibilidade é um sinal de alerta quando o dente perde parte de sua proteção natural.

Leia mais


Encontre-nos em:

Em uma farmácia física:
Você pode comprar nossos produtos na farmácia mais próxima.
Compre on-line:
Encontre-nos em sua loja on-line de confiança.

3. Por que tenho dentes sensíveis?

Há dois motivos principais pelos quais a dentina é exposta aos estímulos associados aos dentes sensíveis: recessão gengival e desgaste do esmalte. Esses problemas podem ocorrer por vários motivos, a maioria dos quais está relacionada a hábitos não saudáveis.

4. Bebidas dietéticas e ácidas

A ingestão frequente de alimentos e bebidas ácidos causa o desgaste progressivo do esmalte dentário. Devido ao pH desses alimentos, ocorre a erosão do esmalte dentário, deixando a dentina gradualmente exposta.

Quais são os alimentos que promovem a sensibilidade dentária? Frutas ácidas e frutas cítricas, iogurte natural, chá, vinho e refrigerantes são alguns dos mais comuns.

5. Patologias orais

Certas patologias bucais, como o bruxismo, favorecem o desgaste do esmalte dentário. Como ocorre atrito entre os dentes durante o ranger, a integridade do esmalte é frequentemente afetada, afinando a camada ou causando fraturas.

Outras patologias bucais que podem causar sensibilidade dentária são a presença de cáries, dentes quebrados ou lascados devido a golpes e impactos, obturações desgastadas ou perda progressiva do esmalte dentário, muitas vezes associada a uma técnica de escovação inadequada, que expõe parte da dentina.

6. Tratamento odontológico

Certos tratamentos realizados no consultório do dentista podem causar sensibilidade dentária. Alguns exemplos são a cirurgia periodontal, a raspagem da raiz ou a limpeza do dente. Também obturações ou tratamento endodôntico que causam recessão gengival leve.

O aumento da sensibilidade dentária é frequentemente mencionado em relação aos tratamentos de clareamento dentário. Entretanto, essa hipersensibilidade é um sintoma temporário que desaparece em poucos dias.

Leia mais

7. Patologias gerais

Pacientes com patologias que envolvem refluxo gástrico e azia podem sofrer de sensibilidade dentária. Alguns casos são úlcera gástrica, bulimia e outros distúrbios alimentares.

Quando os ácidos estomacais são regurgitados na cavidade oral, eles agem afetando a integridade do esmalte dos dentes e causam irritação na gengiva. Sua presença contínua pode ter efeitos muito prejudiciais à saúde bucal, aumentando a hipersensibilidade a todos os tipos de estímulos térmicos e químicos em grande parte dos dentes.

8. Prevenção da sensibilidade dentária

Antes de tratar a sensibilidade, o melhor remédio é uma boa prevenção. Portanto, é de extrema importância cuidar da integridade do esmalte dos dentes e manter as gengivas saudáveis, garantindo assim as defesas naturais dos dentes.

Os especialistas em odontologia recomendam seguir bons hábitos alimentares para evitar a sensibilidade dentária. A escovação diária adequada, com o uso dos acessórios e produtos de higiene bucal corretos, também é o melhor remédio, assim como o diagnóstico precoce de qualquer problema de saúde que afete direta ou indiretamente a integridade dos dentes.

9. Tratamento para dentes sensíveis

A sensibilidade dentária é muito fácil de ser tratada. O primeiro passo é fazer um bom diagnóstico com o dentista, detectando assim o problema que a causa para escolher o tratamento mais adequado.

Dependendo do tipo e do nível de sensibilidade dentária, há alguns tratamentos que podem ser facilmente seguidos em casa e outros que são aplicados diretamente na clínica. Saber quais são os tratamentos para hipersensibilidade dentária ajuda a optar pela solução mais adequada.

Encontre a farmácia KIN mais próxima de você

10. Medidas para pacientes ambulatoriais

Uma das maneiras mais simples de melhorar a hipersensibilidade dentinária é o uso de cremes dentais e enxaguatórios bucais para fortalecer o esmalte dos dentes. Formulados com ingredientes específicos, esses produtos para sensibilidade dentária remineralizam o dente e protegem o tecido gengival.

Por outro lado, existem cremes dentais e enxaguatórios bucais dessensibilizantes que aliviam instantaneamente a hipersensibilidade dentária ao frio ou ao calor, melhorando a condição dos dentes com o uso diário.

11. Tratamentos na clínica odontológica

Além desses produtos de higiene e cuidados bucais, existem algumas técnicas odontológicas que visam impedir que os estímulos que causam desconforto penetrem nos túbulos dentinários.

Entre eles, os tratamentos mais comumente usados na clínica odontológica são a dessensibilização a laser ou a dessensibilização com verniz. Em ambos os casos, ocorre a recristalização da dentina, cobrindo os túbulos dentinários para proteger e prevenir a sensibilidade dentária.

BIBLIOGRAFIA

GUIAS DE CONTEÚDO