O que é asma?

A asma é uma doença do sistema respiratório caracterizada por uma inflamação crónica das vias aéreas, cujas manifestações clínicas são heterogêneas e variáveis no tempo e consistem em chiados, dispneia, aperto no peito e tosse.

Tipos de Asma

Podemos classificar a asma em diferentes tipos de acordo com as causas que a produzem, embora a forma mais comum seja a asma extrínseca ou alérgica, típica em crianças e adolescentes

A crise asmática

A clínica de uma crise asmática é a mesmo em todos os tipos sendo reversível e com episódios autolimitados. Os pacientes que são monitorados e que seguem seu tratamento podem levar uma vida normal, desde que tenham consigo a sua medicação. Os medicamentos empregados para tratar a asma são anti-inflamatórios inalatórios (corticosteroides, tal como budesonida ou beclometasona) e bronco dilatadores de ação prolongada (agonistas beta-adrenérgicos, tal como o salbutamol). No entanto, nos casos mais graves, estes medicamentos não são suficientes e a internação é necessária.

Como realizar o correto tratamento odontológico em pacientes asmáticos?

Um dos aspectos mais importantes que o dentista deve ter em mente é evitar que uma crise asmática seja desencadeada. Por isso, é necessário adotar uma série de medidas preventivas:

  • Conhecer o histórico médico do paciente: Tipo de asma, fatores desencadeantes, gravidade e tratamento habitual. Por outro lado, é muito importante garantir que o paciente carrega a medicação e que tenha feito uso do mesmo antes de iniciar qualquer intervenção odontológica.
  • Conhecer e detectar sinais e sintomas que criam uma crise e evitar fatores precipitantes. A ansiedade pode ser um desses fatores e portanto, é muito importante estabelecer uma relação honesta e solidária com o paciente desde o primeiro momento em que ele procura ajuda para o seu problema de saúde bucal. O profissional deve discutir com o paciente sua condição dentária, como ele vai ser tratado e tudo o que estiver relacionado a temores que o paciente possa ter em relação ao tratamento.

crisis asmática

O paciente deve ser convidado a fazer perguntas e o dentista deve responder de forma clara e direta. O paciente deveria ser informado sobre as medidas que o dentista irá tomar para prevenir o aparecimento de dor e tornar mais confortável a consulta. Se haverá algum desconforto em algum ponto do procedimento, o paciente deve ser informado em que ponto vai acontecer.

Os pacientes muito ansiosos podem ser medicados com uma pequena dose de ansiolítico na noite anterior e uma hora antes da consulta.

Se quaisquer sinais ou sintomas forem detectados tal como tosse, falta de ar, chiado ou aperto no peito, o tratamento deveria ser finalizado imediatamente e administrar o nebulizador habitual.

Finalmente, é importante considerar as interações medicamentosas com a prática odontológica. Medicação tal como a aspirina ou outros medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) podem desencadear a crise.

Além disso, não devem ser prescritos antibióticos macrólidos, tal como a eritromicina para os pacientes que tratados com teofilina porque podem aumentar a sua toxicidade.

Para maiores informações sobre o tratamento odontológico em pacientes asmáticos:

Silvestre Donat, FJ (2002). El paciente médicamente comprometido en la clínica dental. [O paciente medicamente envolvido na clínica odontológica.] Valencia (Espanha). ASP, sl

Siga-nos:: Facebook, Twitter, Linkedin o Instagram.