Há algumas perguntas frequentes sobre dentes que continuam a causar confusão aos consumidores e que gostaríamos, portanto, de esclarecer neste artigo. Vamos começar:

5 perguntas frequentes sobre dentes

 

Que são os dentes e quantos temos?

peças dentáriasOs dentes são estruturas formadas por tecidos duros e macios. As duras são o esmalte, a dentina e o cimento, enquanto a polpa é a macia. A parte mais externa, a parte visível, é o esmalteO tecido mais duro e mais mineralizado do corpo.

Existem dois tipos de dentição: a dentição primária ou infantil composta por 20 dentes e a dentição permanente ou dentição adulta composta por 32 dentes. Esta dupla dentição apresenta na sua evolução três períodos diferentes devido à erupção e reabsorção progressiva das duas dentições. O período primário coincide com a dentição temporária ou infantil (6 meses a 6 anos), o período definitivo é aquele em que as arcadas dentárias são totalmente formadas pela dentição permanente (a partir dos 12 anos), e o período misto é o período intermédio, em que temos na cavidade oral dentes correspondentes a ambas as dentições (6 anos a 12 anos).

2.- Quando ocorre a erupção dentária?

A erupção cutânea começa aos 6 meses de idade, quando aparecem os primeiros dentes, geralmente causando desconforto e aumento da salivação nas crianças, e termina por volta dos 24 meses. Alguns anos depois, com a idade de 6-7 anos, os dentes permanentes começam a formar-se progressivamente, até um período de 18-25 anos, quando os dentes do siso entram em erupção.

3.- O que é a cárie?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define cárie como: "um processo localizado de origem multifactorial que se inicia após a erupção dentária, determinado pelo amolecimento do tecido duro do dente e que evolui para a formação de uma cárie". A cárie é uma doença infecciosa de origem microbiana que afeta os dentes; os microorganismos presentes na placa dentária (principalmente Streptococcus mutans e Lactobacillus) metabolizam os açúcares ingeridos que permaneceram na boca, e produzem ácidos orgânicos que desmineralizam o esmalte causando uma perda parcial ou mesmo total do mesmo.

4.- Qual é a evolução natural da cárie dentária?

A evolução natural de uma cavidade, sendo um processo destrutivo, pode afetar todas as estruturas do órgão dentário, causando até mesmo a morte do dente. Este processo pode estender-se a estruturas próximas do dente afectado, causando a perda de dentes adjacentes e mesmo infecções como periodontite grave ou celulite.

5.- Qual é a relação entre cárie e gravidez?

Pode-se dizer que durante a gravidez há um maior risco de cárie, devido a fatores indiretos entre os quais destacamos:

  • Um possível descuido nos hábitos de higiene oral
  • Aumento do consumo de alimentos ricos em açúcares e derivados
  • Modificação da composição da saliva
  • O aparecimento de vómitos que aumentam a acidez da boca enfraquecendo o esmalte (principalmente durante as primeiras semanas).

Em Laboratorios KIN, ao responder a estas 5 perguntas frequentes sobre dentes, esperamos ter resolvido algumas dúvidas além de enfatizar a importância da prevenção da cárie para a saúde.

Se você quiser se manter atualizado com nossos conselhos de saúde bucal, você também pode nos seguir em nossas redes sociais: Facebook, Twitter, Linkedin ou Instagram.

---
Bibliografia:
Chimenos Küstner, E; López López, J (2009). Saúde oral: 100 perguntas mais frequentes. EDIMSA.
Solarana Herrería, T. Guia para não se perder no dentista: dicas de higiene dentária. Clínica Oral Solarana y García.